meiotom

                                   

artigos, resenhas, ensaios

 

Angelo Mendes Corrêa e Itamar Santos

 

1) Amanda Acosta: o teatro e música desde sempre

 

2) Zeze Freitas: o melhor dos rítmos brasileiros

 

3) Bárbara Zampol e Isabella Veiga: o teatro como reflexão

 

4) Maria Gomide: a arte sensível do grupo Carroça de Mamulengos

 

5) Francisco Andrade: a tradição de nossa música instrumental

 

6) João Signorelli: quatro décadas de teatro

 

7) Fábio Assunção: a busca de um teatro silencioso e íntimo

 

8) Tânia Guarnieri: a música como alimento vital

 

9) Chico Martins: algumas lembranças

 

10) Carlos Colabone: o teatro em sua intensidade máxima

 

11) Selma Luchesi: o teatro como desafio

 

12) Valéria Arbex: o teatro como memória

 

13) Gustavo Gasparani: a completude de um ator

 

14) Érico Brás e o papel do ator do agente social

 

15) Alberto Bresciani: poeta da concisão

 

16) Araceli Chacon: gênio pianístico precoce

 

17) Raquel Naveira: a fecunda voz poétida do Brasil central

 

18) Alexandre Pedro: e a leitura do silêncio

 

19) Paulo Ludmer: a escrita da concisão

 

20) Rosângela Vieira Rocha: uma prosa límpida e densa

 

21) Ronaldo Cagiano: reflexões agudas de um escritor sintonizado com seu tempo

 

22) Eltânia André: o que falta é sempre o que me move em direção ao

 

desconhecido e inusitado

 

23) Gabriela Rabelo: múltipla em cinco décadas de teatro

 

24) Gésio Amadeu: uma vida dedicada à arte de interpretar

 

25) Alexandre Staut: jornalismo, literatura e gastronomia

 

26) Cervantes Souto Sobrinho: o cinema como ato revolucionário

 

27) Paulo Faria: teatro, história e crítica social

 

28) Nanete Neves: o jornalismo como missão

 

29) Helena Albergaria: o teatro questionador da Companhia Latão

 

30) Graça Roriz Fonteles: a poesia, a mística e o lirismo femininos

 

31) Kiko Marques: a companhia do silêncio e do pensamento sensível

 

32) Ruy Affonso e Os Jograis de São Paulo

 

33) A maturidade poética de Eunice Arruda

 

34) Caio Porfírio Carneiro: O escritor e suas raízes

 

35) Daniel Lobo: o teatro e as sincronicidades

 

36) Anália Timbó: a dança como engajamento e transformação

 

37) Paulo Bezerra: o engenho da tradução

 

38) André Caramuru Aubert: a escrita da memória

 

39) Ednei Giovenazzi: paixão, afetividade e placidez do ator

 

40) Mabel Velloso: poesia, canto e memória

 

41) Renata Carvalho: o teatro como luta e ativismo

 

42) Célia Gouvêa: A dança como necessidade de contínuo movimento

 

43) Marcos Loureiro: O teatro como leitura diferente do mundo

 

44) Amália Pereira: A dramaturgia contundente do Teatro Kaus Cia Experimental

 

45) Victor Nóvoa: O teatro como encontro das contradições

 

46) Anette Naiman: O teatro como independência, resistência e liberdade

 

47) Odette Mutto: A narrativa cortante da condição humana

 

48) Elisabeth di Cavalcanti: A memória de Di Cavalcanti por sua filha

 

49) João das Neves: Teatro e comprometimento social