Meiotom - poesia


 

título: aqui

Pedro Du Bois

AQUI

 

Estive aqui. O início repleto em medos

e a mulher em olhos sobre o corpo.

Pássaros em sobrevôos. Garras

sobre o peixe. A mulher na praia

sofre areias. Na sujidade do instante

aves e arranjos desajustados. Apaguei

a luz e me desfiz em prantos.

 

Estive aqui. Fechei a janela e me fiz

na escuridão o fantasma presente

ao ato. O barulho do ônibus

transita paradas. O sobe e desce

desqualificado: na conquista fui do processo

o significado: ser desconsiderado.

 

Estive aqui em impenetráveis dizeres.

A quente água sufocou o corpo

inexistente. A exatidão arremedou o erro

e se espalhou em ondas: areias

ressecadas sobre os corpos.

 

(Pedro Du Bois, inédito)