meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                                                  PEDRO BU BOIS

 

ESPECIAL

 André Carneiro

 Eunice Arruda

 Leminski

 J. Cardias

 Jorge Cooper

 Poesia Cubana

 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade

 Carlos Pessoa Rosa

 Clemente Padín

 F. Aguiar

 G. Debreix

 Hugo Pontes

 José L. Campal

 J.M.Calleja

 Rafael Marin

 Poe-Zine

 Marcos Rosa

 Avelino Araujo

 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci

 F. Pillegi

 Euclides Sandoval

 TITE

 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa

 Felipe Stefani

 Maria Domênica

 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos

 Resultados concursos

 Resenhas

 Estatística

PAIXÃO

 

a paixão devora olhos e corações

de épocas e sentidos com que

passamos horas e dias frios

para chegarmos a esse tempo

e encontrarmos o vazio

de não havermos encontrado

a pronúncia exata das palavras

na maneira certa de dizer

estamos aqui e a paixão

permanece em nossos olhos

embaçados em lágrimas

de reconhecimento

como naquelas horas

e como serão em futuros

tempos de mãos entrelaçadas

 

chegamos sem esquecer e sobrecarregamos

a memória e as lembranças com as imagens

nas músicas em altos sons

       e perguntas presas

    em gargantas curtas

   de desejos e secura

 

a nossa história recortada em quadros

passados lentamente entre as lentes

dos óculos que usamos e nos servimos

para enxergamos o que não vimos cedo

 

estávamos cegos em blindagens jovens

e tínhamos a certeza de que as incertezas

seriam dos caminhos as trilhas e as armadilhas

que não nos pegariam na passagem

 

essa paixão extravasa a hora

fôssemos pessoas espiando

o lado de fora de cada um

meros espantalhos em hastes

de empregos e desesperanças

de que tudo termine logo após

o instante em que os corpos

se desencontrem

 

somos mais que paixões ardentes

dos dentes cravados das serpentes

ávidos pelo fim da história.

 
(Pedro Du Bois, inédito)