meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                                                 TEATRO

 

ESPECIAL

 André Carneiro

 Eunice Arruda

 Leminski

 J. Cardias

 Jorge Cooper

 Poesia Cubana

 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade

 Carlos Pessoa Rosa

 Clemente Padín

 F. Aguiar

 G. Debreix

 Hugo Pontes

 José L. Campal

 J.M.Calleja

 Rafael Marin

 Poe-Zine

 Marcos Rosa

 Avelino Araujo

 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci

 F. Pillegi

 Euclides Sandoval

 TITE

 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa

 Felipe Stefani

 Maria Domênica

 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos

 Resultados concursos

 Resenhas

 Estatística

Teatro de Arena Eugênio Kusnet recebe o espetáculo ‘O Assalto’

Com texto de José Vicente e direção de Carlos Marroco, a peça aborda contradições sociais e humanas presentes em uma metrópole como São Paulo

 

De 12 de janeiro a 4 de fevereiro, o Teatro de Arena Eugênio Kusnet recebe o espetáculo O Assalto, encenado pela Evoé Cia de Teatro. Com texto de José Vicente e direção de Carlos Marroco, o espetáculo fica em cartaz sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h. Os ingressos têm preços populares.

 

Na peça, Vitor aproveita seu último dia de trabalho no banco para acertar as contas com o sistema. O personagem vê em Hugo, o varredor do banco, a possibilidade de encontrar respostas para sua vida resumida a números. O jogo que se estabelece entre eles mistura manipulação psicológica, desejos pessoais, assédio sexual e as contradições sociais e humanas presentes na metrópole São Paulo.

 

Sobre o autor:

O dramaturgo José Vicente de Paula (Alpinópolis, 1945 — São Paulo, 2007) sintetizou os anos 1970, retratando em sua obra a rebeldia e a poesia intrínsecas à geração da contracultura. Sua estreia no teatro aconteceu em 1969, com a montagem de O Assalto pelo Teatro Ipanema, com direção de Fauzi Arap e atuação de Rubens Corrêa e Ivan de Albuquerque. Temas como religião, homossexualidade e drogas são tratados com enfoque existencial e subjetivo, em diálogos que se aproximam do absurdo. José Vicente foi agraciado como melhor autor de 1968, com os prêmios Molière, Golfinho de Ouro e Associação Paulista de Críticos Teatrais (APCT).

 

Sobre o diretor:

Carlos Marroco estudou, pesquisou e desenvolveu seu próprio método com técnicas de encenação e preparação de atores inspiradas em trabalhos de diversas áreas, como psicologia, filosofia, artes cênicas, artes plásticas, cinema e dança. Suas encenações são caracterizadas pelo resgate do teatro dramático, baseado na arte expressionista, criando um clima tenso, e muitas vezes incômodo, a partir de retratos do lado mais cruel do ser humano.

 

Sobre a companhia:

A Evoé Cia de Teatro nasceu em novembro de 2008, tendo como primeiro trabalho O Jogo do Folclore, de Rodrigo Ximarelli. O espetáculo estreou em 7 de junho de 2009 no espaço cultural Tendal da Lapa, cumprindo temporada de um mês. Em 2010, a peça foi apresentada em dois festivais. No ano seguinte, a companhia convidou o diretor Carlos Marroco para o projeto O assalto, com o objetivo de experimentar uma nova proposta cênica.

 

Teatro de Arena Eugênio Kusnet

(Rua Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque)

 

Espetáculo: O Assalto

De 12 de janeiro a 4 de fevereiro. Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 19h.

Ingressos: R$ 20 (meia-entrada: R$ 10) – Cartões não são aceitos

A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

Duração: 50 min. Classificação etária: 16 anos.

 

Ficha técnica:

Autor: José Vicente | Elenco: Lucas Barbugiani e Rodrigo Ximarelli | Direção: Carlos Marroco | Visagismo: Gil Oliveira | Realização: Evoé Cia de Teatro.

 

Mais informações:

(11) 3259-6409

(11) 3256-9463

funartesp@gmail.com