Meiotom - poesia


 

CRIAÇÃO

LUIZ OTAVIO OLIANI

 

A boca rascunha recifes
os dedos olham a solidão.

No silêncio
o poeta retira das águas
o que nunca pôs no mar.

 

Oferta de palavras
e não de peixes.