meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                            ABÍLIO PACHECO

 

ESPECIAL

 André Carneiro
 Eunice Arruda
 Leminski
 J. Cardias
 Jorge Cooper
 Poesia Cubana
 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa
 Convidados
 Carlos Pessoa Rosa
 Convidados
 Carlos Pessoa Rosa
 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade
 Carlos Pessoa Rosa
 Clemente Padín
 F. Aguiar
 G. Debreix
 Hugo Pontes
 José L. Campal
 J.M.Calleja
 Rafael Marin
 Poe-Zine
 Marcos Rosa
 Avelino Araujo
 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci
 F. Pillegi
 Euclides Sandoval
 TITE
 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa
 Felipe Stefani
 Maria Domênica
 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos
 Resultados concursos
 Resenhas
 Estatística

 

 

Quase um anagrama

 

 

 

 

Abilio Pacheco morou em Coroatá (MA) e em Marabá; hoje reside em Belém (PA). Cursou Licenciatura Plena em Letras na UFPA-Marabá (durante a qual foi bolsista de Monitoria e de Iniciação Científica), duas especializações na área e Mestrado em Estudos Literários pela UFPA-Belém (Dissertação: Por pesar de você a manhã se tornou outro dia: cidade, utopia e distopia em Benjamim, de Chico Buarque). Lecionou na ETRB e no CEFET-PA (hoje IFPa), onde atuou ajudou a implantar o curso de Letras e atuou no Ensino a Distância e na Especialização em Educação para as Relações Étnico Raciais. Atualmente é professor da UFPA-Bragança e líder do Grupo de Pesquisa Narrativas de Resistência - Narrares. Aos 17 anos obteve o primeiro destaque em certames literários com o poema “Elegia de Maria”. Publicou Poemia (poesia – semiartesanal) em 1998; Mosaico Primevo (poesia) em 2008; e Riscos no Barro: ensaios literários (2009). É membro correspondente da Academia de Letras do Sul e Sudeste Paraense (com sede em Marabá) e  um dos organizadores da Antologia Literária Cidade.