meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                       

 

ESPECIAL

 André Carneiro

 Eunice Arruda

 Leminski

 J. Cardias

 Jorge Cooper

 Poesia Cubana

 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade

 Carlos Pessoa Rosa

 Clemente Padín

 F. Aguiar

 G. Debreix

 Hugo Pontes

 José L. Campal

 J.M.Calleja

 Rafael Marin

 Poe-Zine

 Marcos Rosa

 Avelino Araujo

 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci

 F. Pillegi

 Euclides Sandoval

 TITE

 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa

 Felipe Stefani

 Maria Domênica

 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos

 Resultados concursos

 Resenhas

 Estatística

 

"Onde a Cidade Termina", texto de Ruth Kaufman e ilustração de Daniel Roldán, editado pela Pequeño editor, recém lançado na Feira do Livro de Buenos Aires, um garoto é estimulado pelo namorado de sua mãe a dizer qual é a cor do rio e dos olhos de sua mãe. Ele tenta as cores que conhece pelo nome, como se responder fosse um jogo.  Como criança, sabia que as coisas valiosas são como são, sendo difícil nomeá-las. A cor está nas coisas, na luz ou nos olhos que miram? A partir daí o mundo vai sendo apresentado aos olhos do menino que fica todo excitado quando o noivo da mãe lhe diz que vai levá-lo a conhecer o rio. Que rio? O rio onde termina a cidade, é a resposta. Que lugar seria esse que o menino não consegue imaginar? Sinto interromper, mas não haveria graça alguma em contar toda a história que leva um garoto a olhar e tocar o mundo a seu redor em uma viagem cheia descobertas e poética. Um livro crianças inteligentes e criativas.