meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                                                   TÂNIA DU BOIS

 

ESPECIAL

 André Carneiro

 Eunice Arruda

 Leminski

 J. Cardias

 Jorge Cooper

 Poesia Cubana

 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade

 Carlos Pessoa Rosa

 Clemente Padín

 F. Aguiar

 G. Debreix

 Hugo Pontes

 José L. Campal

 J.M.Calleja

 Rafael Marin

 Poe-Zine

 Marcos Rosa

 Avelino Araujo

 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci

 F. Pillegi

 Euclides Sandoval

 TITE

 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa

 Felipe Stefani

 Maria Domênica

 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos

 Resultados concursos

 Resenhas

 Estatística

“AOS DISTRAÍDOS”

por Tânia Du Bois

 

A realização do sonho é a ocasião para a transformação... E aqui vale agregar o momento que encontro no livro AOS DISTRAÍDOS, de Cris Dakinis: “Acorda numa revoada / de sanhaços ao vento/ Porque a poesia é sonora / Ela nasce en-cantada”.

            Na expressão da beleza, junto ao poder e à eficácia, a alternativa da autora é desvelar sua alma e enriquecer a poesia com palavras que desafiam o tempo, renovando e trazendo sua contribuição para enfrentarmos o cotidiano. “A poesia do dia / Amadurece cedo / Ergue as cortinas e / Toma Sol na calçada”.

             Um dos maiores dilemas do homem no mundo moderno é a dificuldade em conciliar o trabalho com o tempo para se dedicar à leitura.           A internet/on line, coloca-se ao nosso lado

nesse desafio, para obtermos a tão sonhada condição de ler a qualquer hora, como em plano diferenciado, criando novas propostas para ajudar a solucionar o dilema.

            A vida é única (e corrida), porque merecemos as melhores escolhas, onde seja possível crescer de forma acelerada, com acesso aos livros de diversos autores e gêneros, como Aos Distraídos, de Cris. O que vem a significar a ascensão da leitura, o acesso a novos escritores, com a disponibilidade de tempo de cada um.

            Dentro desse contexto, a internet apresenta-se como paisagem invejável no paraíso dos livros, onde novas oportunidades surgem a cada momento.  Ao traçar essa linha, a leitura se torna desafio para conhecermos a poeta Cris Dakinis, que contribui para a literatura com o objetivo de abrir novos caminhos. Seus poemas lideram a “beleza” literária ao celebrar a transformação do nosso dia a dia, como raro caminho às letras, “só os incautos ouvem / A poesia do dia... / Distraídos que estão / Do seu diário ganha pão”.

            A arte de ler nos coloca no jogo entre a razão e a imaginação e, ao mesmo tempo, nos faz refletir sobre a opção de lazer: ler sem pressa e em casa. Entendo ser a internet fantástica máquina para viajar pelas opções mais variadas, onde escritores oferecem suas obras para todos os gostos. Um país de leitores, precisa de escritores e livros para evoluir.            Hoje, através da internet, comunicamo-nos e obtemos melhor qualidade de vida, atraídos pelas artes, palavras e autores dos quais podemos desfrutar ao nos permitir que a literatura como lazer e conhecimento evolua a cada dia, buscando o bom livro, o bom autor e o lugar para ser feliz, ao descobrir as diferenças entre as palavras na poesia.