meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                                                   TÂNIA DU BOIS

 

ESPECIAL

 André Carneiro

 Eunice Arruda

 Leminski

 J. Cardias

 Jorge Cooper

 Poesia Cubana

 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade

 Carlos Pessoa Rosa

 Clemente Padín

 F. Aguiar

 G. Debreix

 Hugo Pontes

 José L. Campal

 J.M.Calleja

 Rafael Marin

 Poe-Zine

 Marcos Rosa

 Avelino Araujo

 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci

 F. Pillegi

 Euclides Sandoval

 TITE

 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa

 Felipe Stefani

 Maria Domênica

 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos

 Resultados concursos

 Resenhas

 Estatística

O importante é ser perguntável: NEBULOSO LOSANGO

por Tânia Du bois

 

Em novo livro sobre sexo e sexualidade, o escritor Carlos Higgie, romanceia um Nebuloso Losango, onde descreve a trama de quatro amigos, para quem apenas o amor não basta; e que para fazer sexo e sentir a sexualidade é preciso, sem medo, encarar os sentimentos fortes.

 

“O losango ou o quadrado que nos unia e separava parecia instável. Algo ou alguém estava desequilibrando, quebrando a ordem natural das coisas. Dóris era a rainha, sedutora, Marcelo seu adorador incondicional, Domingos seu admirador eventual e Ivone, quase sempre, uma simples coadjuvante naquela história.”

 

Fantasias eróticas fazem parte da vida sexual e quando o casal as compartilha, torna o sexo mais satisfatório. Muitas vezes, tudo o que é idealizado seduz mais. E ao ler Losango encontramos as fantasias eróticas dos personagens e as suas experiências à procura de justificativa para seus atos.

 

“O que ele não sabe é que agora, neste preciso instante, estou pronta para ele, disposta a entregar-me de corpo e alma, disposta a realizar suas fantasias mais loucas, disposta a ser uma mulher entre todas as outras.”

 

A sexualidade é desejo de dar e receber palavras, olhares, risos, carícias e atenção. As atitudes, as crenças e os conhecimentos sobre a sexualidade são transmitidos, por vezes, como algo indecente, pecaminoso e perigoso. Mas, esse romance de Carlos nos mostra a importância do desenvolvimento dos personagens, que com o tempo varia de uma sociedade para outra. Isto é, a sexualidade é natural, porque necessária a todos, e cultural quando acreditamos sobre o que nos foi ensinado.Tudo é possível numa relação em que pessoas se sentem atraídas e se envolvem calorosamente em múltiplas práticas sexuais.

 

“Usam umas blusinhas soltas, bonitas, sensuais, que mal cobrem os seios. São só uns tecidos leves, fáceis de levantar e descobrir as colinas deliciosas, macias, duras, sem sutiã, sem proteção, esperando as mãos libidinosas que chegam ávidas de sensações”

 

Na realidade tudo é digno de respeito, exceto quando causa sensação desagradável de dor e angústia...

 

“Ela tentou reclamar, mas ele sorria e dizia que estava tudo bem, que só queria beijá-la sem olhares curiosos ou acusadores, que só queria abraçá-la um pouco, sentir seu corpo maravilhoso, sua pele macia e doce...”

 

Percebemos no romance que o que é considerado “normal” muda com o tempo, de acordo com a moral vigente e varia em diferentes culturas, onde os encontros são a razão para os sentimentos, assumindo o controle do corpo e decidindo sua própria condição.

 

“Com certeza Raquel entrava no quarto sorrindo... Deixava cair os livros no chão, fechava a porta e se encostava, sensual, nela. Lorenzo, os olhos prenhes de desejo caminhava até ela. Trazia nos lábios, nas mãos, todo o desejo do mundo...”

 

Nebuloso Losango é literatura que tem como meta fazer com que os leitores se defrontem com uma análise dos aspectos moral e sócio-psicológico da sexualidade. Proporciona reflexão sobre o respeito, amor e como se dá a atração e a união sexual. Quando falamos em relações amorosas e sexuais, sobre a sexualidade, o importante é sermos perguntáveis, ou seja, podermos explicitar nossas vontades e desejos, em relação a nós mesmos e aos parceiros.