meiotom  poesia & prosa

e-mail: meiotom@uol.com.br

 

   meiotom.blog                                                 tânia tomé

   

ESPECIAL

 André Carneiro

 Eunice Arruda

 Leminski

 J. Cardias

 Jorge Cooper

 Poesia Cubana

 Poema Libai

POESIA

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 Carlos Pessoa Rosa

 Convidados

 POESIA VISUAL

 Almandrade

 Carlos Pessoa Rosa

 Clemente Padín

 F. Aguiar

 G. Debreix

 Hugo Pontes

 José L. Campal

 J.M.Calleja

 Rafael Marin

 Poe-Zine

 Marcos Rosa

 Avelino Araujo

 Thierry Tillier

 FOTOGRAFIA

 Andrea Angelucci

 F. Pillegi

 Euclides Sandoval

 TITE

 GONDIM

ARTES PLÁSTICAS

 Lúcia Rosa

 Felipe Stefani

 Maria Domênica

 Lampros

 DIVERSOS

 Concursos

 Resultados concursos

 Resenhas

 Estatística

SONHAMANDO

 

No osso das palavras

tem loucos

multiplicando as janelas

E eu engoli um piano

E dentro de mim cantam lírios

E a aurora borbulha violenta

E espalha-se pelos meus nervos

Ai que sabor doce amargo

tão estranho,

Ahyoeh!

***

Digito inteiro o som das rosas

e onde sou vermelha

uma asa cede-me a loucura

e a noite me engole nesse desespero alucinante

amplio-me

sou última gota no teu corpo de vinho

Ahyoeh!

***

E quantas bocas me pertencem?

Quantos rios me atravessam? Quantos olhos navego?

E onde estou eu, nas partes todas de mim?

E com qual delas te amo?

No revérbero da guitarra de Baden Powel?

E quantas vezes te amo na metade de mim?

E quantas vezes te bebi

neste poema que ainda não escrevi?

Ahyoeh!

***

Oh amor engoli-te um piano

e nasceu-me uma aurora

bem na rosácea deste poema

Exactamente aqui, nesta sílaba,

agorinha mesmo, onde suo enluarada

um saxofone prende-se à minha garganta

Ahyoeh!

***

Respiro Coltrane na minha cama

Nua e sem pétalas, nua

de mim, ou de nós, amor,

diz-me onde cabem os ossos das palavras que te dou?

Onde cabem as duas corcundas de mel

que me descubro

nos teus olhos,

nas tuas mãos que me embriagam

do cóccix ao céu?

Onde cabem amor?

Onde cabem?

Onde?

Ahyoeh!

 

BIOGRAFIA

Tânia Tomé  é de Moçambique é cantora, compositora, poetisa ,declamadora e apresentadora de espectáculos e televisão. Licenciada em Economia, e Pos-graduada em Auditoria e Controlo Gestão, exerce actualmente a sua função de chefe de crédito e mitigação de riscos em instituição financeira. É membro da Associação dos escritores Moçambicanos, da Associação dos músicos moçambicanos, da Associação dos Poetas del mundo e membro correspondente da Academia Rio-Grandina de Letras do Brasil.

Contato: info@taniatome.com

www.taniatome.com

www.showesia.com